Como realizar uma ação de e-mail marketing eficiente

Algumas cuidados são fundamentais para realizar uma campanha de e-mail marketing eficiente. Dentre elas podemos destacar:

1) Público Alvo

Avalie o público de destino do seu o e-mail marketing. Lembre-se: quanto mais próximo seu conteúdo estiver do desejo do usuário, mais eficiente será sua ação de e-mail marketing. Importante! Procure sempre destacar seus produtos e serviços.

2) E-mail marketing de permissão

Toda ação de e-mail marketing tem que ser destinada única e exclusivamente a aquele usuário que solicitou recebê-la. Esta é a "regra de ouro”, portanto esqueça de comprar aquelas listas que aparecem insistentemente na internet, pois trazem muitos problemas. Pense bem: se estas listas são comercializadas, quantas vezes elas já foram usadas ?

Além de não serem focadas no seu mercado, você estará enviando um e-mail marketing para alguém que não desejou recebê-lo. Isto só contribuirá para aumentar os SPAMS da internet e denegrir a imagem de sua empresa.

O correto neste caso é utilizar uma lista que seja resultado da captação de e-mails em seu site ou como resultado do relacionamento com seus clientes e fornecedores.

3) Respeitando a vontade do usuário

Mantenha sempre no e-mail marketing a opção do usuário retirar seu cadastro a qualquer momento. Esta ação, além de minimizar as chances do e-mail marketing ser classificado como SPAM, identifica que você respeita o usuário.

Com relação à retirada do e-mail de sua base de dados, seja rígido, retire-o de maneira permanente para evitar que por "descuido" o mesmo e-mail seja usado novamente e gere diversos problemas, inclusive de ordem jurídica.

4) Mantenha a base de dados sempre atualizada

Com frequência, realize ações de limpeza na base de dados. Procure sempre retirar e-mails repetidos e inexistentes. Além de poupar que seu cliente receba mais de uma vez o mesmo e-mail marketing (o que é desagradável), isto evitará que você"queime" créditos com a tentativa de envio para usuários ou empresas inexistentes.

Esta ação também permite avaliar os resultados de uma maneira mais precisa além de poupar créditos e tempo do envio, já que o servidor não precisará tratar e-mails problemáticos.

5) Layout simples e objetivo: maior eficiência

É preferível que o layout do e-mail marketing seja simples e objetivo, independente do tipo de ação, seja ela institucional ou comercial. Sabemos que normalmente o cliente já não tem tempo (e paciência principalmente) para ler conteúdos muito extensos.

O e-mail marketing deve ser um chamariz, um “gancho”. Caso o usuário deseje saber mais, o envie para o site através de um link do tipo “Saiba mais”.

Esta será uma abordagem traz dois benefícios: primeiro porque poupa o usuário que não está interessado e evita de "queimar" a sua marca. A segunda vantagem será que o tráfego do redirecionamento para o site, gera "créditos" junto as ferramentas de busca.

6) Avalie os resultados

Após cada envio, procure avaliar os resultados. Isto possibilita um maior acerto na próxima remessa. Informações do tipo e-mails abertos/lidos, clicados, acessos ao site, são fundamentais para identificar a eficiência do e-mail marketing.

7) Procure por empresa especializada

Na dúvida, já que são muitos aspectos técnicos envolvidos, procure uma empresa para lhe ajudar, afinal não existe algo mais frustrante que estabelecer expectativas sobre algo que não gere resultados.

Por Eduardo de Menezes Junior



Os passos para ter um site

Para ter um site na internet, são necessários algumas ações e procedimentos. Os passos são os seguintes:

1) Registro do domínio

Para ter um site é necessário primeiro registrar o seu endereço eletrônico (o popular www) . No Brasil a entidade responsável pela regulamentação e registro dos domínios é o Registro.br (www.registro.br).

Inicialmente realizamos a pesquisa e verificamos se o endereço que desejamos está disponível para registro.

Em caso positivo, você precisará cadastrar seus dados (pode ser pessoa física ou jurídica) e mediante o pagamento de uma taxa (hoje existem vários opções de pagamento e períodos), você ou sua empresa terão o direito de uso deste endereço pelo período que foi pago. 

2) Hospedagem do site

Feito o registro do domínio, o próximo passo é a contratação do serviço de hospedagem do site.

Trata-se dos recursos de infraestrutura necessários para manter sua página no ar, assim como na maioria das vezes, o serviço de e-mail personalizado com o endereço do domínio que foi registrado.

Estabilidade, espaço em disco, quantidade de caixas de e-mails, banda contratada são aspectos importantes e que devem ser avaliados no processo de escolha do provedor de hospedagem do seu domínio.

A existência ou não de um painel de controle facilita em muito a manutenção das contas de e e-mails (inclusão e exclusão).

Ter uma boa ferramenta estatística também é algo importante, afinal entendemos que ter um site é uma ação de marketing. Desta forma, avaliar o resultado desta ação é fundamental. Verificar qual seu tráfego diário, que tipo de conteúdo está sendo mais acessado, dentre outras informações, permite identificar o perfil do usuário que acessa seu site e assim direcionar você ou sua empresa em futuras ações de divulgação.

3) Site

O site em termos práticos é uma página virtual onde você ou sua empresa poderão divulgar seus produtos e serviços.

Também pode ser usado para apresentar notícias, fotos, vídeos, artigos, opiniões ou discussões sobre assuntos variados (um blog por exemplo).

Enfim, as possibilidades são infinitas, portanto planejar qual será o público alvo do site é primordial para se obter sucesso na internet.

Existem muitas opções disponíveis para montar o site. Algumas hospedagens disponibilizam ferramentas automatizadas para montagem dos sites, assim como você pode contratar o serviço especializado de uma agência.

Quando do primeiro contato com a Internet, o uso de ferramenta que permite a montagem automatizada do site pode ser até interessante, mas quando procuramos maiores resultados a contratação de uma agência digital ou profissional especializado, torna-se indispensável.

A explicação é simples para este pensamento: experiência.

Ou você gasta tempo aprendendo a tratar as informações que recebe e aprimora seu site, ou então deixa esta ação à cargo de alguém ou empresa que já passaram por estas situações.

Por Eduardo de Menezes Junior

 


Como melhorar o seu posicionamento no Google

Estar bem posicionado junto a uma ferramenta de busca, é fundamental atualmente.

Não estar em uma ferramenta de busca é como uma empresa não existisse no mundo virtual.

Existem vários recursos que podem ser agregados ao seu site para melhorar seu posicionamento nas principais ferramentas de busca (em especial o Google). Esta é a meta de muitas empresas que entendem a importância de sua presença digital, pois isso garante chances maiores de bons negócios.

Muitas destas técnicas estão estritamente relacionadas com a montagem do site, apresentação dos conteúdos, navegação, dentre outros. Portanto, o fato de uma empresa querer realizar uma ação de divulgação no Google, muitas vezes, deve anteceder a própria montagem do site e principalmente, deve ter o apoio de agências ou profissionais especializados.

Este processo chama-se SEO (Search Engine Optimization).

Vamos descrever de maneira resumida algumas destas técnicas:


Título da página

Sabe aquela mensagem que aparece lá no topo do navegador? Pois é, aquele título é de suma importância no processo de classificação do site.

Esta identificação corresponde ao que chamamos de URL's amigáveis. O cuidado em definir o título da página permitirá a ferramenta de busca estabelecer uma ligação entre a palavra-chave e o site.


Palavra-chave

Você quer ser encontrado ? Então escolha as palavras-chaves que sejam relevantes para seus usuários. Estas palavras devem ser usadas nos títulos das página e conteúdos para permitir que as ferramentas de busca classifiquem da maneira correta o site.

Outro erro comum é imaginar que certa palavra-chave é importante para o usuário, sendo que, na realidade, é relevante para a empresa.

Portante termos técnicos (a não ser que sejam realmente necessários) ou textos complexos, normalmente impedem uma classificação precisa do site.

Ponha-se no lugar do usuário final que muitas vezes não tem a experiência técnica necessária e tente imaginar qual é a palavra ou combinação delas que ele (usuário) fará.

Esta ação é importante e faz toda a diferença no processo de classificação do site.


Conteúdo

Procure desenvolver conteúdos relacionados com sua área de atuação.

Mas cuidado ! Existem muitos casos de empresas que preferem falar de seus valores, dar um “bem-vindo”, e etc. e acabam esquecendo do principal, que é falar de seus produtos e serviços (de novo cometemos o erro de “supor o que é importante para o cliente).

Ter conteúdos relevantes agrega valor ao site e seu tráfego interligará as palavras chaves ao processo de busca.


Meta Tags

As Meta Tags são descrições que devem ser acrescidas ao código fonte de seu site.É fundamental que as palavras-chaves estejam associadas ao seu negócio. Além de permitir que o Google melhor relacione certa palavra-chave ao seu site, a meta tag também conterá a descrição que aparecerá na lista principal da ferramenta quando da busca. Esta ação é importante porque transfere a ideia precisa do seu negócio ao usuário.

Estas são algumas das técnicas empregadas para melhorar seu posicionamento junto as ferramentas de busca.

Por: Eduardo de Menezes Junior


O processo de criação de sites para empresas

O sucesso de um site está condicionado a certas ações que vão da montagem até as formas de divulgação.

O primeiro passo para ter um site é registar um domínio junto ao Registro.br (www.registro.br).

O segundo passo, é contratar o serviço de hospedagem.

A Sísmica tanto pode auxiliar sua empresa a realizar a tarefa do registro do domínio, quanto da hospedagem de seu futuro site, de maneira simples e rápida.

Realizadas estas duas tarefas, passemos a montagem propriamente dita do site.

Deve existir um mínimo de planejamento inicial se desejamos obter algum resultado, afinal ter um site é uma ação de marketing. 

Este planejamento segue alguns critérios:


1) Usar linguagem simples e objetiva.

Sempre devemos usar uma linguagem simples e objetiva. Um erro bastante comum é a empresa acreditar que o material contido no site tem relevância para o usuário. Normalmente tem relevância para ela empresa, mas não necessariamente para o usuário final.

Neste caso a empresa deve-se colocar no lugar do usuário e verificar se o que está sendo apresentado realmente é importante.

Pesquisas demonstram que caso o usuário não identifique o que procura no intervalo de 4 a 6 segundos, ele desistirá do site e passará para o seguinte (que poderá ser inclusive do concorrente) em busca do que deseja.

Portanto deixar claro o que a empresa faz e quais são seus produtos e serviços é fundamental para obter sucesso na internet.

 

2) Atualização

Este é um dos principais problemas dos sites. O internauta é exigente. Se ele começar a navegar no site e verificar que os conteúdos não são atualizados com freqüência, isto gerará um sentimento de frustração que por sua vez, resultará na desistência do usuário em visitar o site.

A solução mais eficiente neste caso é montar o site baseado em uma ferramenta de gestão de conteúdo (no inglês CMS - Content management system, ou seja, algo como sistema gestor de conteúdo). Isto possibilita que a própria empresa realize as alterações mais emergenciais no site ou mais facilmente.

Hoje a Sísmica especializou-se no desenvolvimento de websites baseados nos CMSs JOOMLA e WORDPRESS. Ferramentas líderes neste tipo de tecnologia e muito populares na internet.


3) Navegação

Tornar a navegação complexa e confusa, também dificulta a obtenção de resultados. Tente deixar a maioria dos conteúdos disponíveis em 1 ou no máximo 2 cliques, principalmente aquelas relacionados com os produtos e serviços da empresa, assim com as formas de contato.

Esconder ou dificultar o acesso ao formulário de contato é outro erro comum.

4) Compartilhe

Hoje com o advento das Redes Sociais, é fundamental permitir que um certo conteúdo seja compartilhado. Agrega valor e aumenta o tráfego.

 

5) Interatividade

Além dos conteúdos, outa importante ferramenta para atrair novos usuários é o recurso de interatividade. Testes, enquetes, fóruns, chats, sons e vídeos (com restrições) sempre são recursos importantes no processo de captação de novos usuários.

 

6) Captação de cadastros para Boletins (newsletters)

Jamais deixe de ter este recurso em seu site.

Este cadastro passará a ser a principal fonte de alimentação para as ações de e-mail marketing futuras.

 

7) Parcerias

A principal finalidade das parceiras é a troca de artigos e banners.

Esta ação possibilita um aumento no tráfego em seu site e por conseqüência aumenta as chances de realizar negócios.

 

Outras ações de divulgação:

 

Links Patrocinados

A ação de divulgação junto as ferramentas de busca através de campanhas dos Links Patrocinados é fundamental para empresas que estão iniciando seus negócios na Internet.

 

E-mail Marketing

Hoje o e-mail marketing é um assunto polêmico. Apesar de ser uma das mais poderosas ações de divulgação na Internet, se esta não for realizada de maneira correta, além de trazer rejeição à marca da empresa, pode trazer outros problemas.

Correto:

  • Quando e-mail marketing é resultado do cadastramento junto ao site.
  • Quando a empresa permite que o usuário em qualquer momento faça a opção por não mais receber o boletim da empresa.

Incorreto:

  • Mandar para usuários que não realizaram cadastramento.
  • Comprar base de dados de terceiros e, portanto não autorizaram o envio dos boletins. Este tipo de pratica caracteriza SPAM.
  • A empresa pode ser convidada pelo provedor a cancelar a sua hospedagem e se retirar, porque o mesmo não quer associar a sua imagem a uma empresa que realiza este tipo de ação.
  • Não realizar o descadastramento quando solicitado.

Estas são somente alguns exemplos de práticas para desenvolver um site eficiente e que gere resultados.

 

Por Eduardo de Menezes Junior


Como funcionam os Links Patrocinados

Sabe-se hoje que a maioria das pessoas, ao procurarem algo na internet o fazem através das ferramentas de busca.

Dentre as diversas ferramentas de busca a mais popular é sem dúvida o Google.

Desta forma, uma das ações mais importantes para trazer tráfego e por conseqüência gerar negócios através da internet é ter o seu endereço ou anúncio vinculado a esta ferramenta.

Há duas formas da sua empresa aparecer no Google: por mérito, ou seja, quando já existe um tráfego em seu site e por conta disto sua empresa é classificada para ser vinculada na lista principal ou através de anúncios, os chamados Links Patrocinados.

Os Links Patrocinados nada mais são do que anúncios que você paga para serem vinculados quando da pesquisa de alguma palavra-chave que esteja vinculado as sua empresa. 

O funcionamento do anúncio dos Links Patrocinadosé bem simples.

De maneira resumida, você cria o anúncio e atribui uma lista de palavras-chaves relacionados com o produto ou serviço que deseja divulgar.

Através de "leilão", o Google dará um valor específico a cada palavra-chave. O valor mínimo dependerá do lance realizado por você ou seus concorrentes.

Alguns detalhes neste processo são importantes: você só passa a pagar quando um usuário efetivamente clicar em seu anúncio, ou seja, quantas forem às vezes que seu anúncio aparecer, você não pagará nada, desde de que ninguém clique em seu anúncio.

Outra virtude é que você pode definir quanto deseja gastar por dia.

Vamos supor que você deseje gastar R$ 30,00 por dia. Isto significa que ao longo do mês você gastará algo em torno de R$ 900,00 (30 dias X R$ 30,00). Se por exemplo, o custo médio das palavras chaves ficar em R$ 1,00, com o valor diário de R$ 30,00, você terá a chance de ter 30 novas oportunidades de negócio por dia para sua empresa.

Hoje, realizar uma ação de divulgação pelo Google se tornou uma das principais ferramentas de Marketing Digital da internet.


Por Eduardo de Menezes Junior